Bug – O Que É?

O termo bug é tão comum em nosso dia a dia que já foi “aportuguesado” e é muito utilizado desta forma mesmo, no idioma original. Até virou verbo: “Ih, o sistema tá bugado.”.

 

A palavra bug vem do inglês e significa inseto. Mas em informática bug é sinônimo de erro, falha, defeito no software.

 

 

Lendas Da História Do Bug

 

Diz a lenda que o tremo foi criado por Thomas Edson quando um inseto causou um problema de leitura no seu fonógrafo em 1878.

 

Mas a história mais conhecida é a da Grace Hopper, analista de sistemas da Marinha dos Estados Unidos que publicou em 1947 o motivo de um defeito no computador Harvard Mark II: um inseto preso nos contatos de um relê. Mark II era um computador da Universidade de Harvard que utilizava relês eletromagnéticos ao invés de relês eletromecânicos utilizados em seu antecessor, Mark I.

 

Mark II pesava 23 toneladas e não armazenava programas. Ele lia suas instruções uma de cada vez de uma fita e a executava.

 

Outra história muito divulgada é a do ENIAC (Electronic Numerical Integrator and Computer), o primeiro computador digital eletrônico do mundo (1946), mil vezes mais rápida que qualquer outro computador da época. Até então os computadores eram mecânicos-analógicos.

 

O ENIAC era movido a válvulas e por este motivo atraia muitos insetos. Porém estas válvulas queimavam aos montes a cada hora e era necessário abri-lo para fazer a substituição das peças. E a cada vez que ele era aberto, montes de insetos mortos eram literalmente varridos para fora, pois o computador ocupava o tamanho de uma sala (aproximadamente 25 metros de comprimento por 5,50 m de altura e um peso de 30 toneladas). Estes insetos provocavam curtos-circuitos nas placas do ENIAC, provocando falhas nos programas.

 

 

O Que É Bug?

 

Atualmente o termo bug é utilizado para se referir a defeitos de software (diferente de sua origem, que foram defeitos de hardware).

 

Estes defeitos podem causar comportamentos inesperados, como um resultado errado ou um comportamento indesejado.

 

Um exemplo comum é a tela azul do Windows, conhecida como Tela Azul Da Morte (Blue Screen Of Death ou simplesmente BSOD).

 

Geralmente eles são causados por erros no próprio código fonte, mas também podem ser causados por fluxos não previstos, como uma sequência de botões e telas acessadas pelo usuário.

 

Imagine que você construa um aplicativo com uma tela de consulta a dados corporativos, que está em uma base de dados dentro da empresa e estão disponíveis através de um web service. O usuário entra nesta tela e está sem conexão com a internet. Se você não fizer algum tratamento prevendo esta situação (a impossibilidade de se chegar ao web service), um bug ocorrerá e provavelmente o software travará ou será fechado automaticamente pelo sistema operacional.

E para receber um aviso quando os próximos artigos forem publicados, se cadastre na Grupo VIP App Dev!

Comece pelo e-book GRATUITO

5 Passos Para Ser Um App Dev

Se você não sabe por onde começar, este e-book te mostra os passos para ser um desenvolvedor de aplicativos de sucesso.
100% livre de spam.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!