Fortran – Linguagens De Programação Que Fazem A História

A tecnologia é o que move a humanidade para frente. É graças a novos aparelhos que conseguimos desenvolver nossa sociedade no que temos hoje, com automóveis e computadores fazendo parte de nossa rotina, televisores e videogames nos entretendo às tardes e smartphones nos mantendo conectados. A Fortran faz parte dessa história.

 

O que é Fortran?

 

Você conhece a Fortran? Bom, vamos começar a explicação do básico. Todas as máquinas do mundo precisam de um software, a programação interna, para funcionar, e os softwares são programados em linguagens específicas, ou seja, ao invés de uma compilação de códigos binários, um programa desempenha comandos que serão interpretados pela máquina para executar certas ações.

 

Assim, podemos dizer que essa forma de dar comandos a uma máquina é uma “linguagem” que um computador interpreta. Atualmente, existem várias linguagens que capacitam diferentes funções, e a Fortran é uma delas.

 

Originada em 1954, a Fortran foi desenvolvida por John Backus com o objetivo de compilar e computar processos para o IBM 794, um computador construído para cálculos em larga escala, cuja ideia era a aplicabilidade industrial.

 

Em 1966, era a linguagem mais utilizada por desenvolvedores de software, e se tornou a linguagem padrão, com a versão Fortran 66. Ela era uma linguagem simples e com ampla disponibilidade de compiladores, o que a tornava aplicável para diversas máquinas. Além disso, era fácil aprendê-la, o que facilitou sua difusão.

 

Ao longo dos anos, conforme a tecnologia se desenvolveu, a Fortran passou a ter mais aplicabilidade nas áreas de análise numérica e ciência da computação, ao invés de sua intencão inicial de programação procedural. Isso se dá principalmente pelo fato de novas versões permitirem que a programação seja orientada por objetos.

 

Isso é fundamental na atualidade, porque, de forma simples, a programação orientada a objetos (POO) encurta o código e permite atribuir diversas ações para uma situação.

 

Em suma, você não precisa descrever as ações parte por parte, e sim afrimar ao código qual será o resultado final de uma condição referente ao objeto (“sujeito” de seu código).

 

Fortran na atualidade

 

Desde 1995, a Fortran foi atualizada e aproximada ao padrão HPF, ou High Performance Fortran, e, graças a sua capacidade de interagir com C, uma linguagem atual de ampla popularidade, ela ainda vem sendo usada em conjunto com outras linguagens.

 

Nos dias de hoje, você encontra a Fortran em uma extensão conhecida como Open MP, multiplataforma que alia C, C++ e Fortran, mas seu uso per se vem ficando cada vez mais escasso, uma vez que ela apresenta dificuldade em funções de loop e erros na escrita podem prejudicar o tempo de execução.

 

Apesar disso, a linguagem ainda se mostra refinada para trabalhar com operações numéricas, uma vez que seu código preza por agilidade em função. Com a linguagem, é possível vetorizar operações e compilar uma série de possibilidades simultaneamente.

 

Embora a linguagem tenha caído em desuso no desenvolvimento de softwares e aplicativos, ela marcou história e abriu portas para novas linguagens, e continua trazendo uma contribuição imensa no desenvolvimento de setores de computação numérica de alto rendimento.

 

Se cadastre na Grupo VIP App Dev para ser avisado quando os próximos artigos da série forem publicados.

Comece pelo e-book GRATUITO

5 Passos Para Ser Um App Dev

Se você não sabe por onde começar, este e-book te mostra os passos para ser um desenvolvedor de aplicativos de sucesso.
100% livre de spam.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!