Parabéns Visual Studio! Feliz Aniversário!

Antes de mais nada parabéns Visual Studio!

O Visual Studio está completando 20 anos neste ano de 2017!

Antes mesmo da criação do .NET o Visual Studio já estava entre os desenvolvedores auxiliando neste árduo (mas muito prazeroso) trabalho de criar softwares.

Como lembrado no evento de lançamento do Visual Studio 2017 na Microsoft Brasil, a Microsoft tem uma estreita relação com os desenvolvedores desde sua fundação, pois seu primeiro produto foi uma versão do BASIC para Altair 8800, lá pelos idos de 1975.

Para os mais novos, BASIC vem de Beginner’s All-purpose Symbolic Instruction Code (Código de Instruções Simbólicas de Uso Geral para Principiantes) e é uma linguagem de programação criada em 1964. Eu aprendi programar numa versão do BASIC que a Microsoft desenvolveu para a arquitetura MSX, bem famosa nos anos 80 por causa dos computadores lançados no Brasil pela Gradiente (Expert) e Sharp (HotBit).

A história do Visual Studio

Lançado em fevereiro de 1997 nas versões Professional e Enterprise, foi a primeira vez que a Microsoft lançou várias de suas ferramentas de desenvolvimentos num mesmo pacote. As linguagens Visual Basic 5.0, Visual C++ 5.0, Visual J++ e Visual FoxPro 5.0 faziam parte dele.

Tela de instalação do Visual Studio 97

Tela de instalação do Visual Studio 97

Em junho de 1998 chegou a versão 6.0. Foi a última versão para rodar na plataforma Windows 9X e ainda incluía o Visual J++, que foi retirado posteriormente por conta de um “acordo” com a Sun Microsystems (a dona do Java na época). Esta foi a versão mais utilizada no mundo.

Até que em fevereiro de 2002 foi lançado o Visual Studio .NET. Um divisor de águas na Microsoft, com a introdução do .NET Framework. É a primeira versão que exige a plataforma Windows NT.

É nesta versão que o C# nasceu. Temos também o J#, que apesar de utilizar a sintaxe Java, não roda em JVM (Java Virtual Machine – máquinas virtuais Java), apenas no .NET Framework.

Abril de 2003 foi a data de lançamento da versão 2003 do Visual Studio, que possuía quatro edições: Academic, Professional, Enterprise Developer e Enterprise Architect. Esta versão teve apenas pequenas melhorias em relação a versão anterior.

O Visual Studio 2005 não carrega mais o .NET no nome e foi lançado em outubro de 2005. Marca a atualização do .NET Framework para a versão 2.0. É a última versão que suporta desenvolvimento de aplicações em C++ para Windows 98, Windows Me e Windows NT 4.0.

Em novembro de 2007 foi a vez do Visual Studio 2008, junto com a versão 3.5 do .NET Framework. Inclui novas ferramentas para o WPF (Windows Presentation Foundation), que utiliza xaml para desenhar a UI (User Interface).

O .NET Framework 4.0 veio junto com o Visual Studio 2010, em Abril de 2010. Veio com suporte para desenvolvimento de aplicações para Windows 7, mas descontinuou o suporte para aplicativos Windows Phone 7.

O editor de macros foi retirado do Visual Studio 2012, lançado em setembro de 2012. O Visual Studio 2012 veio com uma interface remodelada, adaptando-se ao novo modelo visual da Microsoft para o Windows 8. Seu código fonte tem aproximadamente 50.000.000 de linhas.

Em novembro de 2013 é lançado o Visual Studio 2013, juntamente com o .NET Framework 4.5.1.

Conhecido dentro da Microsoft como Visual Studio 14, o Visual Studio 2015 foi lançado em julho de 2015. Agora com a versão Community, que é gratuita para desenvolvedores individuais. Vem com suporte a Xamarin.

 

O Visual Studio 2017

O lançamento do Visual Studio 2017 foi em março de 2017.

A instalação desta nova versão é modular, ou seja, você pode escolher partes que podem ser instaladas ou não num nível de detalhe maior que as versões anteriores. Desta forma a instalação é muito mais rápida e sua inicialização também.

Tela de instalação do Visual Studio 2017

Tela de instalação do Visual Studio 2017

Tem também o modo de carregamento de projetos light weigth (peso leve), que otimiza o carregamento de soluções com muitos projetos.

Voltado para o desenvolvimento em nuvem e mobile, várias ferramentas foram incorporadas para fornecerem integração com todas as suas aplicações .NET Core, aplicativos Azure, microsserviços, containers Docker e muito mais.

Além do Xamarin, para criação de aplicativos iOS e Android, temos também a possibilidade de criar aplicativos para Tizen.

 

Palavras finais

Trabalhei com várias versões do Visual Studio, desde o Visual Inter Dev, passando pelo VS 2005, VS 2008, VS 2010, VS 2012 e VS2015. E é inegável a evolução desta ferramenta, cada vez mais completa para muito mais que apenas a codificação de software.

Juntamente com outros serviços da Microsoft, ela abrange todo o ciclo de vida do aplicativo. Independentemente do tamanho da empresa, do desenvolvedor independente até as maiores softwarehouses.

Mais uma vez, parabéns Visual Studio! Que venham os próximos 20 anos!

E se você também quer aprender desenvolver um aplicativo, se cadastre na lista VIP do Celso e nos acompanhe nesta jornada.

Comece pelo e-book GRATUITO

5 Passos Para Desenvolver Alexa Skills

Se você não sabe por onde começar, este e-book te mostra os passos para ser um desenvolvedor de skills de sucesso.
100% livre de spam.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

2 Comentários

  1. Rafael disse:

    Legal esse artigo com a história do Visual Studio… Chega a ser nostálgico lembrar das primeiras versões… Usei muito o VB6 nos anos 2000. 🙂