PHP – Linguagens De Programação Que Fazem A História

Desde sua criação e popularização, a internet vem sendo cada vez mais parte de nossas vidas. Desde contato com nossos amigos e familiares por meio das redes sociais até formas de estudos, consulta de fatos e até mesmo pagamento de contas e forma de renda, a world wide web é parte de nossas vidas cada vez mais presentes, e a PHP também.

 

Afinal de contas, para navegar na web, nos deparamos com uma série de websites diferentes, não é mesmo? Cada um deles conta com uma programação diferente para acoplar seus textos, vídeos e imagens e fazer com que os botões e todos os elementos sejam funcionais.

 

Para que isso seja programado, é preciso escolher e desenvolver a página utilizando uma linguagem de programação, e uma das mais utilizadas na internet é a PHP.

 

 

PHP – O Que É?

 

Desenvolvida em 1994, mas só aberta ao público em 1995, criada por Rasmus Ledorf, o PHP, Processador de hipertexto, ou, originalmente, sigla para Personal Home Page, é uma linguagem livre criada especificamente para gerar conteúdo dinâmico na internet.

 

Seu script é open source, o que significa que qualquer um tem acesso a seu banco de dados, e qualquer um com conhecimento da linguagem pode desenvolver um website em PHP.

 

Originalmente, a PHP fazia um código mesclado com objetos em HTML, delimitado por ações marcadas com < e >. Basicamente, o objeto seguiria uma série de comandos que faziam o objeto realizar alguma ação.

 

De forma prática, temos, por exemplo, um botão de download: esse botão seria um objeto em imagem estática. Ao clicá-lo, o programa iniciaria um comando que iniciaria o download do objeto em questão.

 

Dessa forma, o código é gerado dentro do servidor: o código fonte é executado na página, e não na máquina de quem visualiza o site. Isso é seguro e vantajoso especialmente para quem busca por sigilo, uma vez que o código-fonte não fica visível, como é o caso do HTML.

 

A grande vantagem do PHP, no entanto, não é seu sigilo, nem mesmo sua velocidade. Seu maior apelo é sua simplicidade. Com simples comandos, você pode fazer uma página da web responsiva, interativa e otimizada.

 

O suporte da linguagem PHP inclui a maioria dos sistemas operacionais, como Windows, Mac, Risc OS, Linux e várias de suas variantes. Ou seja, é um open source que pode ser desenvolvido a partir de praticamente qualquer sistema operacional de sua escolha, e pode ser lido por todos.

 

 

Aplicativos de desktop

 

Embora tenha sido originada como uma linguagem exclusivamente utilizada na web, a PHP evoluiu muito conforme a internet e a tecnologia se expandiram.

 

Hoje, além de ser muito utilizada e ainda muito eficiente na construção de websites, você pode se valer da linguagem para desenvolver aplicações em desktop com interfaces gráficas, embora não seja ainda a melhor linguagem para a função. A extensão utilizada para isso é a PHP-GTK, que, embora não disponibilizada na distribuição oficial da PHP, vem sendo atualizada e melhorada constantemente.

 

Com seu banco de dados extremamente amplo e grande suporte, escrever uma página na web com essa linguagem open source é uma das melhores opções para quem busca uma home page funcional.

 

E para receber um aviso quando os próximos artigos forem publicados, se cadastre na Grupo VIP App Dev!

Comece pelo e-book GRATUITO

5 Passos Para Ser Um App Dev

Se você não sabe por onde começar, este e-book te mostra os passos para ser um desenvolvedor de aplicativos de sucesso.
100% livre de spam.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!